Blog

Amarração amorosa funciona? dicas “Infalíveis” para trazer a pessoa amada de volta!

amarrcao-amorosa

Você ja perdeu um grande amor?

Provavelmente a resposta é sim!…Então continue lendo esse texto e siga nossas dicas “infalíveis” para trazer a pessoa amada de volta!.

Amarração amorosa é um ritual muito forte e por isso deve ser feito com muito cuidado!.

Há vários motivos para se fazer uma amarração amorosa,isso acontece quando perdemos a pessoa amada e ficamos desesperados e sem rumo.

Você não aguenta mais ficar sozinha (o)? Você não quer mais sofrer?

Amarração amorosa funciona?

Com certeza você fez ou irá fazer essas  perguntas antes de fazer um trabalho de amarração:

  • Esses “feitiços de amor” são a coisa certa para mim?
  • Será que não querem apenas ganhar meu dinheiro e me enganar?
  • Como saberei se vai dar certo?

Sabe quem pode responder essas perguntas e dar uma opinião confiável?

Pois então:

Apenas você pode responder e dar sua  opinião,pois antes de mais nada,você deve e tem que saber o que é melhor em sua vida!.

Fazer amarração amorosa é mexer com forças ocultas da natureza que podem ou não dar certo,depende muito da sua força de vontade.

Responda essas perguntas e reflita se deve ou não amarrar a pessoa amada“:

  • Gosto realmente dessa pessoa?
  • Não estou numa relação doentia?
  • Quais são as principais características (positivas e negativas) da pessoa que amo?
  • Já não esta na hora de eu buscar a felicidade sozinha (o)
  • Preciso de alguém para ser feliz?
  • O que deu errado?

Todo nós sabemos que o amor de verdade tem características bem claras de serem percebidas, e elas são:

  • Primeiramente devemos nos amar acima de tudo e de todos,aprendendo a se amar já é um grande passo para ser feliz!.Quem ama de verdade compreende os defeitos da pessoa amada.Quem ama de verdade enfrenta todas dificuldades!,amar não é uma tarefa fácil,pois nos entregamos e aprendemos todos dias a viver com as diferenças e acertar com os erros.
  • O amor sempre vence todas as distâncias e barreiras do tempo,pois nem o tempo acaba com um amor de verdade.

Então pense muito bem e analise essas questções:

Depois disso, olhe bem o conjunto de caracteristicas que inspiram o seu amor, assim como observe o que você não gosta na pessoa amada,olhe também se o ser amado merece seu amor.

Essa pessoa é fria com você?Essa pessoa te ama de verdade?merece ser feliz ao seu lado?

Fazendo a soma de tudo então tenta percecionar se no conjunto geral – pesando tudo aquilo de bom e de mau que você analisou – porem o seu coração persiste insistindo e persistindo em amar essa pessoa.

Perceba:

Se no final de contas – olhando e somando tudo aquilo que analisou – você já cansou dessa pessoa, você já está com duvida, e você já está até esta sentindo que afinal talvez o melhor fosse seguir em frente….. então não faz amarração alguma, e larga dessa cisma, pois que isso não é mais amor mas sim algum tipo de dependência que você criou para com essa pessoa, e isso não é coisa saudável, e por isso você não deve ir cruzar os seus caminhos com alguém que no fundo não é aquilo que você – de verdade – está procurando.

E porem:

Se no final de contas você – olhando e somando tudo aquilo que analisou – ainda sente amor por essa pessoa, e você ainda sente desejo de ter essa pessoa do seu lado…. então esse amor ganhou  raiz no seu coração, e não tem volta a dar.

Então:

Nesse caso faça a amarração, pois que um amor dessa grandeza merece todo o esforço e toda a luta.

 

Coleção com mais de 9000 músicas de Umbanda para baixar (todas entidades) + bonus especial

atabaque

Como faço para baixar e  ouvir as músicas e pontos de Umbanda?

Olá irmãos de fé! Obrigado por visitar o blog!.Precisamos de sua ajuda para manter o blog no ar,então estamos pedindo doações de qualquer valor.Depois de sua doação enviaremos um link para você baixar as músicas e pontos de umbanda.

Como faço a doação?

Você pode doar depositando qualquer quantia em meu nome:

Rodrigo Borba Eslabão  (Facebook)

Banco: Caixa econômica federal

Agência: 0627     Número: 105965-4  Operação: 013 Poupança

Depois de ser feita a doação é só deixar um comentário nesse artigo (somente eu verei) ou enviar um email para ([email protected]),que enviarei as instruções para você baixar os pontos,ou se preferir mando por mensagem no facebook.

Privacidade?

Fique tranquilo!Todas as informações referentes a sua doação, permanecerão em sigilo absoluto e jamais serão divulgadas publicamente ou repassadas a terceiros.

Pomba gira – O que é essa entidade?

É uma entidade do candomblé e da umbanda, representada por uma mulher sensual, independente e dominadora, incorporada por um ou uma médium. Ela faz trabalhos espirituais que vão desde conselhos sobre problemas cotidianos até promessas de recuperar um amor. A pombagira surgiu no início do século 20, simbolizando uma mulher liberada da submissão e do recato impostos ao sexo feminino por uma sociedade machista e patriarcal. Para o médium Rubens Saraceni, a entidade é especialista em amor e relacionamentos por ser o orixá do Trono do Desejo e estímulo. Outros sacerdotes porém, a veem como mensageira dos orixás (personificações divinas das forças da natureza), tendo sido, em outras vidas, uma mulher sofrida que retorna para evoluir ajudando os outros. Quando é incorporada, assume personalidades e nomes como Maria Padilha, Sete Encruzilhadas, Rosa Caveira etc.

Pomba gira é uma entidade espiritual da umbanda, que se manifesta incorporada em um médium. É a mensageira entre o mundo dos orixás e a terra.

A umbanda, uma religião brasileira com origens africanas, foi trazida para o Brasil pelos escravos de origem bantu, é caracterizada por vários rituais. A pomba gira está fundamentada como arquétipo criado a partir da bombogira, originária dos cultos africanos de Angola.

Com o tempo a entidade construiu um arquétipo de mulher liberada, exibicionista, provocante, e livre das convenções sociais e passou a ser chamada de pomba gira. Segundo a umbanda a pomba gira é um espírito da luxúria, sendo que todos os prazeres desse mundo lhes são agradáveis.

Segundo alguns sacerdotes, a pomba gira é um espírito de mulheres que em vida foram prostitutas, ou mulheres ligadas aos prazeres das coisas carnais, e que ao morrer se transformaram em entidades espirituais que voltaram para evoluir ajudando os outros.

A pomba gira é especializada em amor e relacionamentos por ser a orixá do trono do desejo e dos estímulos. É vista como a personificação das forças da natureza, que equivale à força feminina de Exu – orixá guardião do comportamento humano, das casas, das aldeias etc.

As cores predominantes da pomba gira são o vermelho e o preto. É representada com saias rodadas, blusas rendas, colares, flores e muitos enfeites. Suas oferendas preferidas são o champanhe, o vinho, a pinga, o espelho, as bijuterias, batons etc.

Para muitos a pomba gira veio para construir um arquétipo forte, poderoso e subjugado do machismo ostentado por Exu e todos os homens vaidosos de sua força e poder sobre as mulheres.

Falanges de Pomba-gira

Há diversas falanges dessas entidades, que costumam auxiliar seus médiuns nos terreiros de umbanda, como por exemplo: Sete Saias, Maria Padilha, Rosa dos Ventos, Rainha das 7 Encruzilhadas, Pombagira da Calunga, Pombagira das Almas, Pombagira Cigana, Pombagira Maria Mulambo, Rosa Vermelha, Dona Rosinha Caveira, entre outras.

Oferendas a Pomba-gira

As oferendas às pombagiras são inúmeras, sempre acompanhadas de vinho espumante de boa qualidade e bebidas fortes como ogim, burbom e, em isolados casos, aguardente. A elas, são oferecidos cigarrilhas e cigarros de filtro branco, rosas vermelhas (sempre em numero ímpar), mel, licor de anis (que é uma de suas bebidas preferidas), espelhos, enfeites, joias, bijuterias, batons, perfumes, enfim, todo o aparato que se atribui à chamada “vaidade feminina”. Os despachos às pombagiras são feitos emencruzilhadas em forma de “T”, cemitérios, estradas e, em alguns casos, jardins.

Iemanjá – Saiba tudo sobre Janaína “nossa rainha do mar”

iemanja

Iemanjá,também conhecida como Janaína,Inaê,Aiucá,dona Janaína,Maria princesa do Aioká e rainha do mar,é considerada a “mãe de todos orixás”.Por ser um orixá africano seu nome deriva-se da expressão da nação Iorubá “Yèyé omo ejá”,que significa “Mãe cujos filhos são peixes”,saudamos Iemanja nos dias  31 de dezembro e 02 de fevereiro.

“Aioká” é uma possível referência de Abeokuta, cidade da Nigéria,que Janaína teria nascido,segundo algumas lendas.

Inaê é considerada a deusa da nação de Egbé, nação esta Iorubá onde existe o rio Yemojá (Yemanjá). No Brasil, todos conhecemos como rainha das águas e dos mares.

Janaína é um dos orixás mais cultuados da umbanda e no candomblé.Ela é considerada a mãe de todos orixás.É considerada a força da natureza que protege pescadores e todas pessoas que trabalham no mar.

Iemanjá  é força da natureza que tem papel muito importante em nossas vidas, pois é ela que rege nossos lares, nossas casas. É ela que dá o sentido da família às pessoas que vivem debaixo de um mesmo teto.

Ela é a geradora do sentimento de amor ao seu ente querido, que vai dar sentido e personalidade ao grupo formado por pai, mãe e filhos tornando-os coesos.

iemanja

Rege as uniões, os aniversários, as festas de casamento, todas as comemorações familiares. É o sentido da união por laços consangüíneos ou não.

Apesar dos preceitos tradicionais relacionarem tanto Oxum como Iemanjá à função da maternidade, pode estabelecer-se uma boa distinção entre esse conceitos.

As duas orixás não rivalizam (Iemanjápraticamente não rivaliza com ninguém, enquanto Oxum é famosa por suas pendências amorosas que a colocaram contra Iansã e Obá). Cada uma domina a maternidade num momento diferente.

A majestade dos mares, senhora dos oceanos, sereia sagrada, Iemanjá é a rainha das águas salgadas, regente absoluta dos lares, protetora da família. Chamada também de Deusa das Pérolas, é aquela que apara a cabeça dos bebês no momento de nascimento.

Variantes do nome:

  • Yoruba: Yemọja
  • Português: Yemanjá, Iemanjá, Janaína, Mãe da Água
  • Espanhol: Yemayá, Iemanyá, Iemanjá, Yemallá, Llemanjá, Madre del Agua
  • Francês: Iemanja, La Sirène, Mami Wata, Mère de L’Eau

Características (arquetipos) dos filhos de Iemanja

Seus filhos e filhas são serenos, maternais, sinceros e ajudam a todos sem exceção. Gostam muito de ordem, hierarquia e disciplina. São ingênuos e calmos até demais, mas, quando se enfurecem ,são como as ondas do mar, que batem sem saber onde vão parar. São vaidosos mais com os cabelos. Suas filhas sabem seduzir e encantar com a beleza e mistérios de uma sereia. Geralmente, as filhas de Iemanjá têm dificuldade em ter filhos, pois já são mães de coração de todos.

Pelo fato de Iemanjá ser a Criação, sua filha normalmente tem um tipo muito maternal. Aquela que transmite a todos a bondade, confiança, grande conselheira. É mãe.

Sempre tem os braços abertos para acolher junto de si todos aqueles que a procuram. A porta de sua casa sempre está aberta para todos, e gosta de tutelar pessoas. Tipo a grande mãe. Aquela mulher amorosa que sempre junta os filhos dos outros com os seus.

O homem filho de Iemanjá carrega o mesmo temperamento: é o protetor. Cuida de seus tutelados com muito amor. Geralmente é calmo e tranqüilo, exceto quando sente-se ameaçado na perda de seus filhos, isto porque não divide isto com ninguém. É sempre discreto e de muito bom gosto. Veste-se com muito capricho. É franco e não admite a mentira. Normalmente fica zangado quando ofendido e o que tem como ajuntó o orixá Ogum, torna-se muito agressivo e radical.

Diferente é quando o ajuntó é Oxóssi, aí sim, é pessoa calma, tranqüila, e sempre reage com muita tolerância. O maior defeito do filho de Iemanjá é o ciúme. É extremamente ciumento com tudo que é seu, principalmente das coisas que estão sob sua guarda.

Gostam de viver num ambiente confortável e, mesmo quando pobres, pode-se notar uma certa sofisticação em suas casas, se comparadas com as demais da comunidade de que fazem parte. Apreciam o luxo, as jóias caras e os tecidos vistosos e bons perfumes. Entretanto, não possuem a mesma vaidade coquete de Oxum, sempre apresentando uma idade maior, mais responsáveis e decididos do que os filhos da Oxum.

A força e a determinação fazem parte de suas características básicas, assim como o sentido de amizade, sempre cercada de algum formalismo. Apesar do gosto pelo luxo, não são pessoas ambiciosas nem obcecadas pela própria carreira, detendo-se mais no dia a dia, sem grandes planos para atividades a longo prazo. Pela importância que dá a retidão e à hierarquia, Iemanjá não tolera mentira e a traição. Assim sendo, seus filhos demoram a confiar em alguém, e quando finalmente passam a aceitar uma pessoa no seu verdadeiro círculo de amigos, deixam de ter restrições, aceitando-a completamente e defendendo-a, seja nos erros como nos acertos, tendo grande capacidade de perdoar as pequenas falhas humanas.

Oferendas a Rainha do MarNão esquecem uma ofensa ou traição, sendo raramente esta mágoa esquecida. Um filho de Iemanjá pode tornar-se rancoroso, remoendo questões antigas por anos e anos sem esquecê-las jamais. Fisicamente, existe uma tendência para a formação de uma figura cheia de corpo, um olhar calmo, dotada de irresistível fascínio (o canto da sereia). Enquanto osfilhos de Oxum são diplomatas e sinuosos, os de Iemanjá se mostram mais diretos. São capazes de fazer chantagens emocionais, mas nunca diabólicas. A força e a determinação fazem parte de seus caracteres básicos, assim como o sentido da amizade e do companheirismo.

São pessoas que não gostam de viver sozinhas, sentem falta da tribo, inconsciente ancestral, e costumam, por isso casar ou associar-se cedo. Não apreciam as viagens, detestam os hotéis, preferindo casas onde rapidamente possam repetir os mecanismos e os quase ritos que fazem do cotidiano.

Todos esses dados nos apresentam uma figura um pouco rígida, refratária a mudanças, apreciadora do cotidiano. Ao mesmo tempo, indicam alguém doce, carinhoso, sentimentalmente envolvente e com grande capacidade de empatia com os problemas e sentimentos dos outros. Mas nem tudo são qualidades em Iemanjá, como em nenhum orixá. Seu caráter pode levar o filho desse orixá a ter uma tendência a tentar concertar a vida dos que o cercam – o destino de todos estariam sob sua responsabilidade. Gostam de testar as pessoas.

Qualidades de Iemanjá

Yemowô – que, na África, é mulher de Oxalá.
Olossa – lagoa africana na qual desaguam os rios Yewa e Ògún,
Iemanjá Ogunté – que casa com Ògún Alagbedé,
Iemanjá Asèssu – muito voluntariosa e respeitável,
Iemanjá Saba ou Assabá – está sempre fiando algodão. É a mais velha.
  • Dia: sábado.
  • Data: 2 de fevereiro.
  • Metal: prata e prateados.
  • Cor: azul
  • Comida: manjar branco, acaçá, peixe de água salgada, bolo de arroz, ebôya, ebô e vários tipos de furá, melancia, cocada branca.
  • Arquétipo dos seus filhos: voluntarioso, fortes, rigorosos, protetores, caridosos, solidários em extremo, ingênuos, amigo, tímido, vaidosos com os cabelos principalmente, altivos, temperamentais, algumas vezes impetuosos e dominadores, e tem um certo medo do mar.
  • Símbolos: abebé prateado, alfange, agadá, obé, peixe, couraça, adê, braceletes, e pulseiras.

No Brasil, a orixá goza de grande popularidade entre os seguidores de religiões afro-brasileiras e até por membros de religiões distintas. Em Salvador, ocorre anualmente, no dia 2 de fevereiro, a maior festa do país em homenagem à “Rainha do Mar”. A celebração envolve milhares de pessoas que, trajadas de branco, saem em procissão até o templo mor, localizado no bairro Rio Vermelho, onde depositam variedades de oferendas, tais como espelhos, bijuterias, comidas, perfumes e toda sorte de agrados. Todavia, na cidade de São Gonçalo, os festejos acontecem no dia 10 de fevereiro.

Outra festa importante dedicada a Iemanjá ocorre durante a passagem de ano no Rio de Janeiro e em todo litoral brasileiro. Milhares de pessoas comparecem e depositam no mar, oferendas para a divindade. A celebração também inclui o tradicional “banho de pipoca” e as sete ondas que os fiéis, ou até mesmo seguidores de outras religiões, pulam como forma de pedir sorte à orixá. Na umbanda, é considerada a divindade do mar.

Sincretismo de Iemanjá na umbanda

Existe um sincretismo entre as santas católicas Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora da Glória, e a orixá da Mitologia Africana Iemanjá. Em alguns momentos, inclusive em festas, as santas católicas e africanas se fundem. No Brasil, tanto Nossa Senhora dos Navegantes como Iemanjá têm sua data festiva no dia 2 de fevereiro. Costuma-se festejar o dia que lhe é dedicado, com uma grande procissão fluvial.

Uma das maiores festas ocorre em Rio Grande, no Rio Grande do Sul, devido ao sincretismo com Nossa Senhora dos Navegantes. No mesmo estado, em Pelotas a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes vai até o Porto de Pelotas. Antes do encerramento da festividade católica acontece um dos momentos mais marcantes da festa de Nossa Senhora dos Navegantes em Pelotas, que em 2008 chegou à 77ª edição. As embarcações param e são recepcionadas por umbandistas que carregavam a imagem de Iemanjá, proporcionando um encontro ecumênico assistido da orla por várias pessoas.

No dia 8 de dezembro, outra festa é realizada à beira mar baiana: a Festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Esse dia, 8 de dezembro, é dedicado à padroeira da Bahia, Nossa Senhora da Conceição da Praia, sendo feriado municipal em Salvador. Também nesta data é realizado, na Pedra Furada, no Monte Serrat, em Salvador, o presente de Iemanjá, uma manifestação popular que tem origem na devoção dos pescadores locais à Rainha do Mar – também conhecida como Janaína.

Na capital da Paraíba, a cidade de João Pessoa, o feriado municipal consagrado a Nossa Senhora da Conceição, 8 de dezembro, é o dia de tradicional festa em homenagem a Iemanjá. Todos os anos, na Praia de Tambaú, instala-se um palco circular cercado de bandeiras e fitas azuis e brancas ao redor do qual se aglomeram fiéis oriundos de várias partes do Estado e curiosos para assistir ao desfile dos orixás e, principalmente, da homenageada. Pela praia, encontram-se buracos com velas acesas, flores e presentes. Em 2008, segundo os organizadores da festa, 100 mil pessoas compareceram ao local.